subscribe: Posts | Comments

leader

As tiras da Mafalda não envelheceram

0 comments

  –  Há 43 anos, no dia 25 de junho de 1973, o argentino Quino publicava a última tira da personagem Mafalda.  –  

 

 

 

mafalda primeira tiraa

Primeira tira, publicada em 1965.

 

ultima-tira-mafalda2

Última tira, publicada em 1973. Depois disso, Mafalda foi revisitada por Quino em outras formas de publicação. E, principalmente, continuou atual e sendo reproduzida como um ícone de liberdade e irreverência contra o sistema vigente.

Em 29 de setembro de 1964 saía a primeira tirinha de Mafalda no semanário “Primera Plana”, da Argentina. A personagem de histórias em quadrinhos foi criada por Joaquín Salvador Lavado, mais conhecido como Quino.

Mafalda, aos seis anos de idade, odeia sopa e adora os Beatles e o desenho do Pica-Pau. Se comporta como uma típica menina da sua idade, mas tem uma visão aguda da vida e vive questionando o mundo.

A garota é rebelde e inconformada diante do contexto mundial. Está constantemente inquieta com a trajetória do ser humano e a paz no mundo.

A personagem, que se tornou célebre entre os leitores, ficou extremamente popular em todo o continente europeu e na América Latina.

Mafalda surgiu como personagem infantil, em 1962, para uma campanha publicitária no Jornal Clarín, que rompeu o contrato antes da publicação da propaganda. E a pequena contestadora se transformou em cartoon com o apoio de Julian Delgado, editor chefe do “Primera Plana” e amigo de Quino.

O autor argentino criou tiras com o cotidiano da menina, dos pais e de amigos de Mafalda, sempre repleto de questionamentos da realidade social, cultural, política e econômica.

As aventuras de Mafalda foram narradas em três jornais – Primera Plana, El Mundo e Siete Días Illustrados. Quino foi sempre um autor exigente e o único responsável pelas tirinhas e pela decisão de parar.

No dia 25 de junho de 1973 Quino encerrou a publicação das tiras de Mafalda. Depois disso, ele a retomou algumas vezes, em momentos muito vinculados à imagem da personagem, como a luta pelos Direitos Humanos.

No Brasil as tirinhas de Mafalda foram divulgadas em livros que ainda podem ser encontrados. Na internet muitos sites e blogs divulgam as histórias.

Em Buenos Aires, capital da Argentina, Mafalda virou nome de praça e é um ponto turístico da cidade.


EBC

 

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *