subscribe: Posts | Comments

Alquímica

0 comments

   Um poema de Maísa Melara  –  

cervejaaa

(um pouco de alquimia a gente faz)

Ser
Veja
Não sou translúcida
Minhas colorações
Ora dourada
Ora amber
Ora escura
Confundem-se com meus aromas
Ser
Veja
Não possuo um único estilo
Minhas características
Ora Lager
Ora Ale
Ora Lambic
Confundem-se com meus aromas
Ser
Veja
Não possuo um único corpo
Minha fluidez
Ora liquida
Ora encorpada
Confundem-se com meus aromas
Ser
Veja
Não sou ser
Sou seres
Seres microscópicos que transformam
minha doçura numa bela loucura


Maísa Melara acredita que cerveja é Saúde. Coletiva, é ainda mais bebida.

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *