subscribe: Posts | Comments

leader

A irreverência contra a força

0 comments
  –  Esta coleção de charges lembra a importância do humor gráfico na resistência democrática contra a ditadura instalada no País, em 1964  –

 

Ziraldo ironiza o discurso fascista da década de 70.

 

Ziraldo denuncia a interferência dos EUA.

 

Charge de Jaguar sobre o ufanismo promovido na década de 70.

 

Jaguar, sobre a “febre” de nacionalismo que os governo militares estimularam a partir da seleção brasileira de futebol.

 

Xilogravura de Grillo, sobre a liberdade de opinião nos anos 80.

 

 

Para quem tem uma ideia ilusória do desenvolvimento econômico e autonomia do País nas mãos dos militares, a charge brinca com o nome de Delfim Neto, ministro da Fazenda de uma parte daqueles tempos.

 

Henfil e a infância abandonada nas ruas do regime militar

 

Figueiredo e o acobertamento ao atentado ao show do “Primeiro de Maio” no Riocentro.

 

Juarez Machado e a “ordem”

 

Laerte e o “convencimento’ ideológico das massas

 

Claudius e o trocadilho do temido DOPS com as então populares pastilhas DROPS vendidas pelos meninos de rua

 

O gaúcho Edgar Vasquez fala através do seu personagem “Rango” sobre os restos da ditadura

 

 

Veja mais sobre humor gráfico e resistência democrática. Clique aqui

__________________
Pesquisa Guatá

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *