subscribe: Posts | Comments

leader

Chove sobre Santiago

0 comments

  –  Um filme sobre o golpe de Estado no Chile. O dia 11 de setembro de 1973 que entrou para a história política da América Latina  –

Cena de “Llueve sobre Santiago”, do chileno Helvio Soto.

Chove sobre Santiago, com direção e roteiro do chileno Helvio Soto (1930-2001), o Il pleut sur Santiago, foi o primeiro filme de grande distribuição a relatar o processo do golpe de Estado de 1973 no Chile. Rodado em 1975 em Paris e cidades da Bulgária, contou com a participação de grandes talentos, como o compositor argentino Astor Piazzola, responsável pela música original. Além dele, os atores fraceses Jean-Louis Trintignant e Annie Girardot.

Salvo Soto, diretor e roteirista, e a atriz Patricia Guzmán, a maior parte do elenco e dos técnicos eram europeus.O búlgaro Naicho Petrov interpreta Salvador Allende e o francês Henri Poirier interpreta Augusto Pinochet. Os figurantes na sua maioria são búlgaros.

É fato que o próprio Helvio Soto definiu Chove sobre Santiago como um “filme de propaganda”. O filme é de certa forma uma homenagem à frente política Unidade Popular, a Salvador Allende e ao jornalista chileno Augusto Olivares.

Ainda que pese uma discussão sobre a qualidade e os seus propósitos, este é o filme mais importante da filmografia de Soto. Exibido em mais de cinquenta países, foi um verdadeiro sucesso de bilheteria em países tão diferentes como Portugal e Japão.

 

Assista ao filme completo e legendado em português:

 

Leia o comentário publicado em Pipoca Comentada sobre “Chove sobre Santiago”:

“Um jornalista anda de carro pelas ruas de Santiago no dia 11 de setembro de 1973. Chove e ele observa a estranha movimentação nas ruas enquanto ouve notícias pelo rádio. O drama/documentário de Helvio Soto, de 1975, foi rodado na Bulgária (onde o diretor estava exilado na época) e vai aos poucos, mostrando os anos do governo da Unidade Popular no Chile (1970-1973) e o dia do golpe, com todos os detalhes violentos, incluindo o Estádio Nacional transformado em prisão dos ‘subversivos’ e a tomada do Palácio La Moneda.

É possível acompanhar como foi tramado o golpe pelas Forças Armadas e todas as sabotagens e boicotes que geraram desabastecimento e jogaram a classe média contra o governo de Salvador Allende.

Mesmo durante o governo socialista, o general Augusto Pinochet esteve à frente das Forças Armadas, assim como toda a estrutura burocrático-militar foi mantida intacta. O filme ainda traz o último discurso de Allende, transmitido pelo rádio de dentro do Palácio La Moneda, já completamente cercado pelos tanques e, também, o enterro do poeta chileno Pablo Neruda, talvez a única manifestação política pública depois do golpe. A trilha sonora é de Astor Piazzolla, que dispensa comentários ou apresentações.

Apesar de o filme fazer uma referência poética ao título, “Chove Sobre Santiago” foi o nome da operação arquitetada pelas forças reacionárias do Chile e apoiada pelos EUA através da CIA, que culminou com o golpe de Estado no dia 11 de setembro de 1973. A operação Chove Sobre Santiago colaborou ativamente com a Operação Condor, que trocava informações sobre ativistas de esquerda em todo o Cone Sul.

A ditadura chilena foi responsável por um dos maiores banhos de sangue entre as ditaduras sul-americanas, só perdendo para a Argentina. Oficialmente foram mais de três mil mortos, mas estima-se quase vinte mil mortos e desaparecidos.

Embora tenha muitos defeitos, desde montagem, fotografia e até mesmo a estranheza do diálogo em francês sobre uma história que se passa em um país sul-americano, é um filme muito especial. Principalmente para ativistas de esquerda. Eu o assisti pelo menos trinta vezes na adolescência e início da minha militância política, no final dos anos 80. E ainda emociona.” (NiaraOlivera/Pipoca Comentada)

Leia uma crítica chilena ao filme, clicando aqui.

___________________________
Guatá/com Pipoca

 

 

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *