subscribe: Posts | Comments

leader

Livros, leituras e leitores

0 comments

  – Data que homenageia Cervantes e Shakespeare nos faz refletir sobre os índices de leitura no Brasil e suas causas –

Dois acontecimentos levaram a Unesco a declarar o 23 de abril o Dia Mundial do Livro. Nessa data, nasceu o escritor e dramaturgo William Shakespeare, em 1564. Ele morreu nesse mesmo dia, em 1616, assim como Miguel de Cervantes, quem inaugurou o romance moderno. São dois grandes nomes que representam as letras e o gênio criativo humano.

Datas assim são feitas para comemorar e para difundir as referências que elas carregam e evidenciam, no caso, a importância do livro, da literatura e da leitura. Na realidade brasileira, o Dia Mundial do Livro deve provocar reflexões sobre o panorama que envolve o consumo de livro e o hábito da leitura entre a população.

Metade da população brasileira é considerada não leitora, diz a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, realizada pelo Instituto Pró-Livro, em 2016.  Conforme o instituto, 44% dos entrevistados não leram nem mesmo parte de livros nos três meses antes da consulta. O país ocupa o 59° lugar no exame de leitura feito pelo PISA (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes).

Se o fator econômico provoca diferenças de acesso às condições materiais e objetivas de vida entre as pessoas, também cria profundas desigualdades culturais. De acordo com o Pró-livro, entre os 56% de brasileiros que são leitores, 76% pertencem classe A, ou seja, integram os extratos sociais mais ricos e possuem condições econômicas favoráveis.


Leia mais textos sobre livros, leitura e expressões: clique aqui “Festival Auê Literário”

Shakespeare e Cervantes: coincidência de datas, obras igualmente valiosas. (Imagens: reprodução, google)

Ainda pelos números da pesquisa, que é realizada a cada quatro anos, 74% dos entrevistados afirmaram não ter comprado nem um livro nos três últimos meses anteriores ao levantamento. E mais: 30% nunca compraram um livro na vida. O estudo identificou os compradores de livros como sendo 63% da classe A, 40% da classe B, 24% da classe C e 13% das classes D e E.

Vale lembrar que desde 2003 o Brasil conta com legislação específica para fomentar o livro. A Lei n° 10.752 instituiu a Política Nacional do Livro para “assegurar ao cidadão o pleno exercício do direito de acesso e uso do livro”, considerado, na normativa, o “meio principal e insubstituível da difusão da cultura e transmissão do conhecimento”.

Encaixes legais à parte, o que se vê é que se as políticas e o orçamento públicos para a cultura no país são ineficientes e ineficazes e a escola pública passa por um verdadeiro desmonte, os programas de livro e leitura constituem o “primo pobre” dessa trágica realidade. E o diagnóstico tende a piorar se o universo de análise for os estados e municípios brasileiros.

DIA 23 DE ABRIL, MAIS HISTÓRIAS

Uma tradição catalã ligada ao Dia de São Jorge já existia no dia 23 de abril. Nesta data, o costume catalão é presentear e/ou trocar flores e livros. Costume esse que se tornou comum também em outros países. A Unesco escolheu a data do Dia Mundial do Livro em 1995, em Paris, durante o XXVIII Congresso Geral.

O dia 23 de abril também é data da morte do escritor mestiço Inca Garcilaso de la Vega, que viveu no Peru entre os séculos XVI e XVII. A data coincide ainda com o nascimento ou morte de outros autores famosos, como Maurice Druon, Haldor K. Laxness, Vladimir Nabokov, Josep Pla e Manuel Mejía Vallejo.

No Dia Mundial do Livro também é celebrado o dia dos Direitos de Autor. A Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) criou a data do “Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor” para encorajar as pessoas, especialmente os jovens, a descobrirem não só os prazeres da leitura como também a reconhecerem a enorme contribuição dos autores de livros através dos séculos. (Fonte: fazhistória)


Leia mais textos sobre livros, leitura e expressões: clique aqui “Festival Auê Literário”

___________________________________
Guatá/Paulo Bogler

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *