subscribe: Posts | Comments

De próprio punho

0 comments

  –  8 de setembro, Dia Mundial da Alfabetização  –

.
O Dia Mundial da Alfabetização, data criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no ano de 1967, é comemorado em 08 de setembro e tem como principal objetivo fomentar a alfabetização em vários países. A alfabetização não é apenas o processo de aprendizagem de ler e escrever, pois é também um dos elementos responsáveis pelo desenvolvimento de um país.
.
Globalmente, pelo menos 750 milhões de pessoas ainda não possuem habilidades básicas de alfabetização. Dois terços das pessoas envolvidas são mulheres e 102 milhões delas são jovens de 15 a 24 anos. Ao mesmo tempo, muitos dos 192 milhões de desempregados em todo o mundo são incapazes de encontrar um meio de subsistência decente devido à falta de habilidades básicas, incluindo alfabetização. e não atender às demandas de habilidades do mercado de trabalho em rápida mutação.
.
Estes desafios estão no centro da celebração do Dia Internacional da Alfabetização deste ano por parte da Unesco, que procurará identificar abordagens combinadas e eficazes para a aprendizagem da alfabetização e desenvolvimento de habilidades, de modo a preparar e apoiar a aprendizagem ao longo da vida, melhorar vidas e meios de subsistência.
.
“É através da alfabetização que cada um de nós pode se tornar o mestre do seu destino”, declarou a diretora-geral Audrey Azoulay. Adquirir essa habilidade fundamental marca um primeiro passo em direção à liberdade, à liberação das restrições sociais e econômicas. Alfabetização é a pedra angular do desenvolvimento individual e coletivo. Isso ajuda a quebrar os círculos viciosos de exclusão social e de gênero ”.
.
No Brasil – Segundo o IBGE, o percentual de analfabetos da população brasileira caiu de 7,2% em 2016 para 7,0% em 2017. E isso não é bom. Se a trajetória e velocidade da estatística continuar assim, não há como o Brasil alcançar a meta estabelecida nacionalmente em zerar o analfabetismo até 2024.
.
Some-se a isso a realidade de que entre os brasileiros que saberiam ler e escrever, é grande a parcela daqueles que não compreendem o que “leem” e que não conseguem expressar alguma ideia de forma escrita. Perto de um terço da população situada entre 15 e 64 anos são analfabetos funcionais por não conseguirem compreender a mensagem de um simples cartaz ou conseguirem efetuar uma operação de matemática básica.
.
Como Paulo Freire, educador brasileiro, já dizia: “A alfabetização é mais, muito mais, que ler e escrever. É a habilidade de ler o mundo, é a habilidade de continuar aprendendo e é a chave da porta do conhecimento”.

_______________________
Guatá/fonte: Unesco

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *