subscribe: Posts | Comments

leader

Las patas de mi gato

0 comments

  –  Um poema de Jazmín Rocío  –

.

Las patas de mi gato, se meten
cuando caminan
Son huellas en falso
como lágrimas que no caen
——
Sí, no caen
pero caminan, pero
Se mudan
Uñé
——
Olvidan pasados, ipohýi
Cagando futuros,
De presente.
Cagan y esconden
Cagan y esconden
Cagan y esconden
Mi gato, Jhon … se fugó.

_________________________
Jazmín Rocío é poeta, tradutora em Assunção, PY.
Graduada em Letras, Artes e Mediação Cultural na Unila, Foz do Iguaçu, Pr.

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *