subscribe: Posts | Comments

Um picadeiro a céu aberto

0 comments
De 12 a 16 de dezembro, Festival de Circo leva espetáculos e oficinas a diversas regiões de Londrina. Na quinta (13), tem apresentação de iguaçuenses no Festival.
Os palhaços do “Núcleo de Circo Fronteira” estão na programação do Festival de Londrina. (Foto: divulgação)

Durante cinco dias, Londrina será colorida pela presença de palhaços, malabaristas, contorcionistas, acrobatas, mágicos e outro circenses do Brasil e países vizinhos. O 14° Festival de Circo daquela cidade acontece de 12 a 16 de dezembro com uma vasta programação integralmente gratuita e de classificação indicativa livre. É bom observar que para espetáculos fechados, as entradas são limitadas e sujeitas à capacidade de lotação dos espaços.

Com coordenação do artista circense Sérgio Oliveira, o Festival faz, nesta edição, uma homenagem ao jovem artista Artur Cacciolari, que começou a formação em Londrina e, com um talento incomum, projetou-se internacionalmente. Artur, que trabalhava na trupe Sonics como acrobata aéreo, faleceu na Itália em razão de um acidente em maio deste ano. Sua foto estampa o cartaz do Festival e uma exposição com seus figurinos preferidos ficará no saguão da Escola de Circo durante todo o período do evento. O Festival é realizado pela ALC – Associação Londrinense de Circo e conta com o patrocínio da Prefeitura Municipal de Londrina por meio do Promic – Programa Municipal de Incentivo à Cultura. O apoio é do Cirque du Monde (Social Circus Program of Cirque du Soleil).

O diferencial desta edição são os pontos de realização de espetáculos e oficinas espalhados por toda a cidade. “A gente sempre procura abranger o máximo de lugares em Londrina, para democratizar o acesso a esta arte. Nosso foco este ano foi a Zona Norte, o Centro e várias escolas onde há pessoas e alunos que têm alguma relação com o circo – de iniciação ou que são praticantes – e que podem aproveitar principalmente as oficinas. A Escola de Circo já realiza um trabalho há quase 20 anos na Zona Norte”, explica o coordenador Sérgio Oliveira.

O uruguaio Chispa e crianças londrinenses

Internacional – Mantendo a tradição de irreverência, a abertura do Festival contou com um espetáculo internacional que transformou o calçadão do centro de Londrina em picadeiro. “La risa remedio infalible”, espetáculo do Palhaço Chispa, de Montevidéu (Uruguai), foi lançada para o circuito internacional movimentando a quarta-feira (12).

 Quinta iguaçuense – O segundo dia do Festival estará recheado de atividades. Entre tantas, destaque para o espetáculo “Maestro e a Luz da Lua”, do Núcleo Circo da Fronteira, de Foz do Iguaçu.  Em duas sessões, os iguaçuenses desenvolverão um irreverente roteiro, contando inclusive com uma banda formada por guitarra e percussões.

A trupe integra a Rede Circo do Mundo Brasil (Regional Sul), projeto ligado ao Cirque du Soleil que tem o objetivo de expandir a linguagem circense como instrumento de transformação social.

Show de mágica no Festival de Londrina. (Foto: Fabiana Meazza)

Oficinas – Àqueles que querem se iniciar ou aprofundar conhecimentos na arte circense, a 14ª edição do Festival também propõe uma série de oficinas. Cursos de “Clown”, acrobacias, trapézio, cordas e malabares. Inscrições podem ser feitas na hora, presencialmente, ou pelo e-mail festival@circolondrina.org.

O Festival de Circo de Londrina segue até domingo, dia 16. Informações sobre a programação podem ser obtidas clicando aqui: 
https://www.facebook.com/Festival-de-Circo-de-Londrina

Serviço:
14° Festival de Circo de Londrina
De 12 a 16 de dezembro de 2018
Programação de espetáculos e oficinas:
Todas as atividades gratuitas e com classificação indicativa livre .Informações pelos fones: (43) 99115-6194 ou 99161-0170

Fonte: Assessoria Festival Londrina

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *