subscribe: Posts | Comments

Avistamento

0 comments

A passagem de Cabeza de Vaca pelas Cataratas do Iguaçu. –

Ilustração do Google, em janeiro de 2012, homenageia a chegada do espanhol às Cataratas do Iguaçu. (H2Foz)

Foi em um sábado do 31 de janeiro de 1542, que o conquistador espanhol Álvar Núñez Cabeza de Vaca, registrou sua passagem pelas Cataratas do Iguaçu, tornando-se o primeiro homem branco a conhecer o local, já que a região era habitada por indígenas da etnia Guarani.

Ainda jovem participou da fracassada expedição de Pánfilo de Narváez à Flórida (1527-1535), que percorreu a costa sul americana, desde a baía de Tampa, na Flórida, até o rio Bravo. Com a morte de Narváez, a expedição atravessou o Texas e entrou no atual território mexicano, alcançando à Cidade do México, antes que ele voltasse à Espanha.

Álvar Núñez Cabeza de Vaca

Assinou em 1540, um contrato real em que o imperador Carlos V lhe confiava a chefia da expedição à pouco conhecida região do Rio da Prata e lhe concedia 10% por cento de tudo que ali encontrasse.

A expedição partiu de Cádiz no mesmo ano e no outro seguinte os espanhóis desembarcaram na ilha de Santa Catarina, no Brasil, com 250 homens e 26 cavalos, com intuito de alcançar a cidade de Assunção, utilizando o Caminho de Peabiru, onde descobriu as grandes cataratas do Iguaçu.

Instalou-se na cidade, reorganizou o governo e promoveu uma expedição à serra da Prata, na região de Potosí, na Bolívia. Com o fracasso da iniciativa, voltou para Assunção, onde teve que combater um motim (1544) contra sua política de defesa dos índios

Ilustração para a edição espanhola de “Comentários e Naufrágios”, de autoria de Cabeza de Vaca. (Reprodução online)

Álvar Núñez Cabeza de Vaca nasceu em Jerez de La Frontera, na Espanha, em 1490, e morreu também na Espanha, em 1560, depois de uma vida de aventuras tornou-se monge na cidade de Sevilha. Em 1555, publicou o livro “Naufrágios e Comentários” relatando suas aventuras.

_____________________
Texto: Adilson Borges Lago, jornalista em Foz do Iguaçu, Pr.

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *