subscribe: Posts | Comments

leader

Fita que virou poesia

0 comments

Um poema de Jaquelini Marquezim

“Fita, que virou poesia”, fotografias de Jaquelini Marquezim

Para você que lê esses versos… ao olhar…
pode ser, que perceba, apenas uma fita.
Para outro, pode ser fita de cabelo, ou laço para a vida!
Um dia aprendi que a fita pode ter uma história, um percurso uma transformação.
A ideia do poema não é fazer tudo rimar com amor e com coração.
Na real, estes versos foram pensados no jeito que se dobra a fita!
E que um monte de quadradinhos pode causar nas pessoas, sorrisos e alegrias.
Depois que formou vários quadradinhos, você deve soltá-la…
Vai parecer com uma trança ou buracos de uma colmeia
Mas ainda não acabou, a virtude está no espectador
Que se pergunta: como de vários quadradinhos pode virar uma flor?
Sim, a fita se tornou uma rosa, algo que ninguém imaginaria!
Para quem oferecer essa rosa? , que por pouco tempo duraria!
Podem pensar, que é uma brincadeira, que coisa séria não seria.
Podem não gostar da cor da rosa, por causa da cor da fita!
O jeito é desmanchá-la e de novo dobrá-la,
E procurar um novo espectador…
Que aprecie com alegria a sua transformação e a cor da fita
Que vira uma rosa, que vira uma flor!

__________________________
Jaquelini Marquezim é pedagoga em Londrina, Pr.

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *