subscribe: Posts | Comments

leader

Estrangeira

0 comments

Um poema de Cynthia Lopes

eu sou da tribo dos peregrinos,
daqueles nômades do deserto
que estão sempre prontos
para se despedir deste mundo.
viajante por caminhos de fé
e sonho, vou poeta pela vida.
divido com todos as minhas
vivências e emoções,
mas não caibo em palavra alguma.
eu passo. deixarei por aí
um punhado de beleza, em versos
sussurrados ao vento.
eis o meu epitáfio: aqui jaz a poeta,
que esperava que tudo fizesse sentido,
afinal, para que serviram tantas rimas?
fui ao ar, perdi o lugar e termino aqui,
sem saber onde vou parar

_______________________________
Cynthia Lopes é poeta e servidora pública federal no Rio de Janeiro, RJ.

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *