subscribe: Posts | Comments

leader

Saúde da t(T)erra

0 comments

18ª Jornada de Agroecologia comercializa 18 toneladas de alimentos em Curitiba. Em meio à diversidade de barracas da Feira estavam mais 100 grupos de produção

Estiveram presentes 45 empreendimentos coletivos e familiares, associações, editoras, grupos indígenas e da economia solidária. (Fotos: Joka Madruga)

O movimento intenso de visitantes e o ambiente emocionante de vários momentos da programação davam sinais dos resultados positivos da 18ª Jornada de Agroecologia, realizada entre os dias 29 de agosto e 1º de setembro, no Centro de Curitiba. No balanço final dos quatro dias, os números expressivos comprovam as conquistas desta edição.

O saldo da comercialização de alimentos na Feira da Agrobiodiversidade Camponesa e Popular e Culinária da Terra chegou a 18 toneladas – 15 vindas de produtores de áreas da reforma agrária e 3 da agricultura familiar.

Em meio à diversidade de barracas, espalhadas por toda a extensão da Praça Santos Andrade, estavam mais 100 grupos de produção. Entre eles 12 cooperativas, 2 associações, 21 assentamentos e 7 acampamentos da reforma agrária. Ainda com produtos da reforma agrária, as lojas do Armazém do Campo de São Paulo e Minas Gerais estavam presentes na Feira. Também estiveram presentes 45 empreendimentos coletivos e familiares, associações, editoras de livros, grupos indígenas e da economia solidária. A Culinária da Terra reuniu 14 grupos que trouxeram pratos típicos do estado.

Túnel do Tempo: forma lúdica de conta a trajetória de construção da agricultura e luta dos movimentos populares pela reforma agrária

Quando o assunto é cultura, a Jornada cresce a cada ano. Entre shows musicais, peças de teatro e dança, foram 25 apresentações culturais oferecidas gratuitamente, com envolvimento direto de cerca de 140 artistas.

No Túnel do Tempo, o museu popular montado pela Jornada de Agroecologia todos os anos, crianças e adolescentes de escolas e colégios do campo contaram a história da luta pela terra e a construção da soberania popular no Brasil. A instalação ocupou o pátio da reitoria da UFPR, e não foram raros os momentos em que se formaram filas de visitantes para o lado de fora. Em três dias de funcionamento, cerca de 2700 pessoas passaram pelo Túnel.

A Praça Generoso Marques, em frente ao Paço da Liberdade, recebeu uma experiência nova da Jornada, o espaço Conhecimento em Movimento: na rua pela educação pública. Ali foram expostos 32 projetos de extensão e pesquisa universitária de universidades públicas. Também foram realizados seminários, oficinas e apresentações artísticas.

Leia a reportagem completa clicando, aqui.

________________________
Da página Jornada de Agroecologia

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *