subscribe: Posts | Comments

leader

Flor de alecrim

0 comments

Um poema de Jullianna Barreto

Flor de alecrim
Fácil é dizer adeus,
Fácil é esquecer um olhar,
São belos os momentos
Do seu aconchego
Nesse novo andar.
São belos seus passos
De flor de alecrim,
Que mede o que faço
Sem dizer que sim.
Procuro leveza,
Procuro amor
Nessa certeza
Do nosso calor.
Como flor de alecrim
Tu pensas em mim,
Como flor de alecrim
Passas em minha vida
Equilibrando minha mente ferida
No sossego sem fim.

_________________________
Jullianna Barreto é jornalista e escritora em Ciudad del Este, Paraguai.

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *