subscribe: Posts | Comments

leader

Embarque, londrinense

0 comments

Projeto que visa à integração de pessoas em situação de rua por meio da cultura leva atrações artísticas à Rodoviária de Londrina nesta quarta-feira, dia 4

A atriz Edna Aguiar na peça “Quem quiser que conte outra” (Foto de Valéria Félix)

O projeto Brisa, que, pelo segundo ano consecutivo, promove eventos culturais com o objetivo de despertar talentos e propiciar a fruição de pessoas em situação de rua em Londrina, comemora o aniversário de 85 anos daquela cidade de forma especial. Nesta quarta, dia 4 de dezembro, das 9 horas ao meio-dia, artistas de várias linguagens ocupam o Terminal Rodoviário José Garcia Villar apresentando shows musicais, performances teatrais e contação de histórias.

Silvio Ribeiro, coordenador do Brisa, explica a razão pela qual se escolheu este espaço alternativo para a programação de Aniversário de Londrina: “a Rodoviária é um local que, ao longo deste ano, ficou marcado por algumas controvérsias em relação aos moradores que lá frequentam. O Brisa atende um pedido do centro POP, que é a referência no atendimento a este público, partindo do princípio de que arte e cultura são direito de todo cidadão e há uma grande dificuldade de acesso ao que há disponível na cidade”.

As pessoas em situação de rua atendidas pelo Centro POP, da Prefeitura de Londrina, são convidadas tanto para assistir quanto para mostrar suas habilidades. O evento é gratuito e aberto a toda a população. O “Brisa” conta com o patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura, por meio do PROMIC – Programa Municipal de Incentivo à Cultura de Londrina, com apoio do Centro POP e da Secretaria e Assistência Social da cidade.

Na programação especial está a personagem Nega do Leite, da atriz Edna Aguiar, que apresenta a peça “E quem quiser que conte outra”; a performance “Diz(en)Terra”; e o repertório de música brasileira da dupla Sincopaduo, ambos  de estudantes de música da UEL; e a contação de história “O bicho manjaléu”, de Márcia Paganini, baseada na literatura popular. Integram-se a eles números de música e teatro de grupos formados por pessoas em situação de rua no projeto Brisa, como a Cia POP Show.

“Estamos encarando este evento como algo simbólico, porque, no final do ano, a situação das pessoas em vulnerabilidade social fica mais delicada pelo movimento na Rodoviária. Em conversa com a direção e coordenação do Terminal, percebemos que eles estão dispostos a aproveitar o Brisa para pensar esta situação, o que pode ser feito, e é sempre uma oportunidade de pensar em ações de inclusão. O Brisa continua nesta missão”, destaca João Ribeiro, produtor do projeto.

Em 2020 – Ao todo, até o ano que vem, serão realizadas dez ações pelo Brisa: seis saraus e quatro espetáculos de grupos locais, que vão convidar o público-alvo a frequentar diferentes equipamentos culturais da cidade. A intenção do Brisa 2019-2020 é atender até 1500 pessoas nestes eventos, que serão realizados, além da Rodoviária, na Concha Acústica e no Centro POP.

Serviço:
Brisa Especial – 85 anos de Londrina
Apresentações musicais, performances teatrais e contação de histórias
Dia 4 de dezembro, quarta-feira
Das 9 horas ao meio-dia
No Terminal Rodoviário de Londrina – (Av. Dez de Dezembro, 1830)
Gratuito

____________________
Assessoria / texto: Renato Forin Jr.

468 ad

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *