subscribe: Posts | Comments

Palco londrinense

0 comments

  –  Festival de Dança de Londrina recebe inscrições de espetáculos  –

“GISELLE” – Escola Municipal de Dança de Londrina, em 2016 (divulgação)

O Festival de Dança de Londrina chega à 15ª edição e abre edital de chamamento para compor sua programação, que acontece em outubro. Podem participar grupos ou artistas do Brasil e do exterior com espetáculos de palco ou de rua nas várias vertentes da dança – do clássico ao contemporâneo, passando pelas linhas tradicionais ou étnicas.

O Festival também abre espaço para trabalhos de teatro ou performance que explorem a fronteira entre linguagens a partir da arte do movimento. Os interessados devem acessar o endereço www.festivaldedancadelondrina.art.br, onde estão disponíveis o edital completo e a ficha de inscrição. O prazo para envio é 11 de agosto. Mais informações pelo telefone (43) 3342-2362.

“DEZUÓ – Breviário das Águas”, espetáculo do Núcleo Macabéa, em 2016.

Ao todo, serão selecionados cinco espetáculos nacionais ou internacionais e três na categoria local (de Londrina ou de cidades em um raio de 100 km). Os primeiros devem possuir tempo mínimo de 40 minutos e os segundos, ao menos 30 minutos. De acordo com o edital, os artistas selecionados têm cachê, transporte, hospedagem e alimentação pagos pelo evento.

Este ano, pela primeira vez, o Festival receberá as propostas por e-mail. Dentre os itens exigidos estão release, clipping, currículo, mapas de palco, fotos e vídeo da montagem na íntegra. Embora não seja obrigatório, caso o grupo tenha materiais físicos e queira remetê-los via postal, o edital também disponibiliza o endereço da sede do evento.

“Esta forma de envio on-line facilita muito e reduz os gastos para os grupos que desejam se candidatar. Nossa intenção não é limitar, mas sim receber o maior número de propostas e, a partir deste panorama, alinhar trabalhos de ótima qualidade, poéticos e provocativos, com os temas eleitos pela curadoria. É importante destacar que são muito bem-vindas as montagens que coloquem a dança em diálogo com o teatro, o circo, a literatura e a performance”, explica a coordenadora geral Danieli Pereira.

Nos últimos anos, em razão do crescimento e de sua consolidação como um dos mais importantes eventos da área no sul do país, o Festival recebeu mais de três centenas de inscrições, incluindo propostas da América Latina, África e Europa. O resultado da seletiva será divulgado até a última semana de agosto. Os eleitos via edital compõem a programação artística oficial junto de grupos de renome convidados pela organização.

O Festival de Dança de Londrina tem patrocínio da Caixa Econômica Federal e da Secretaria Municipal de Cultura de Londrina, por meio do PROMIC. A realização é da APD – Associação dos Profissionais de Dança de Londrina, com apoio institucional da Funcart.

Clique aqui e acesse edital de seleção e ficha de inscrição.

Mais informações (43) 3342-2362.
______________________
Guatá com Agência UEL


Qual é o nome dela?

0 comments

  –  Definidos nomes para final do concurso da oncinha de Itaipu. Votação popular prossegue até 31 de julho  –

As panteras: mãe e filha brincam à beira do lago no Refúgio Biológico Bela Vista. (Foto: IB. Alexandre Marchetti)

A oncinha do Refúgio Biológico Bela Vista (RBV), da usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, será chamada de Amora ou Bela, ou ainda de Cacau, Gaia ou Jade. Os cinco nomes foram selecionados para última etapa do concurso. A decisão final estará nas mãos dos internautas, que terão até as 17h (horário de Brasília) do dia 31 de julho para votar por meio do link https://goo.gl/forms/0qPnive9LF2cD1WB2. Após dez dias de votação, o anúncio do nome vencedor será feito no dia 1º de agosto.

Uma comissão julgadora se reuniu no último dia 20, no Centro Executivo da Itaipu, e definiu os cinco nomes que seguirão na disputa. A escolha dos finalistas foi feita a partir das sugestões postadas na publicação da campanha no Facebook da Itaipu Binacional. Foram recebidas mais de 1.300 sugestões, feitas por quase 3 mil participantes entre 27 de junho e 7 de julho.

As sugestões foram feitas por Aline Dias Pinheiro (Amora); Guilherme Wojciechowski (Bela); Meiriele Maria Ribeiro Minhuk (Cacau); Renata Thomazi (Gaia); e Grazielli Forteski Somavila (Jade). A regra previa que, em caso de sugestão duplicada, valeria a que foi postada primeiro (veja as demais regras abaixo). A partir de agora, cada um dos responsáveis pelos nomes selecionados poderá fazer sua campanha.

Os autores dos cinco nomes classificados serão contemplados com passeios nos atrativos turísticos de Foz do Iguaçu. O primeiro colocado também receberá um iPhone. A pessoa responsável pelo nome premiado também ganhará o status de “padrinho ou madrinha” da nova onça. O batismo da oncinha, com a presença do ganhador ou da ganhadora do concurso, acontecerá no próximo mês. A data será definida.

Veja como participar:

Votação será exclusiva via formulário do Google
Nesta última etapa, a escolha popular será exclusivamente pelo formulário disponível no link https://goo.gl/forms/0qPnive9LF2cD1WB2. O nome mais votado será declarado o vencedor.

Não serão computados votos enviados em nenhuma outra plataforma (comentários no Facebook, mensagens inbox para as páginas da empresa ou e-mails para a Itaipu).

Comissão diversa
A triagem considerou a adequação a todas as regras do concurso. Depois de habilitados pela organização da campanha, os nomes foram repassados para a comissão julgadora. A equipe foi composta por sete pessoas que trabalham na Itaipu, em atividades e áreas diversas, e que, de alguma forma, estiveram próximas do filhote durante os seus primeiros seis meses de vida.

A comissão foi composta pela jovem do Programa de Iniciação e Incentivo ao Trabalho (PIIT) Ana Maura Sabiert de Castro, da Divisão de Educação Ambiental (MAPE.CD); pela monitora do Complexo Turístico Itaipu, Tainah de Souza Ferreira, que acompanha visitantes no zoológico do RBV; pelo vigilante Mauro de Oliveira, que trabalha nas trilhas do Refúgio e é fotógrafo amador dos animais; pelo tratador Delcy Alves de Oliveira, funcionário terceirizado no RBV há 25 anos; pelo veterinário Wanderlei de Moraes, da Divisão de Áreas Protegidas (MARP.CD), responsável pelo programa de reprodução das onças; pela jornalista Stela Guimarães, da Divisão de Imprensa de Itaipu (CSIM.GB), área responsável pela organização do concurso; e pelo diretor-geral brasileiro de Itaipu, Luiz Fernando Leone Vianna, visitador frequente do RBV.

Para análise dos nomes em guarani, a comissão organizadora contou com a ajuda da paraguaia Mirtha Alfonso Monges, arqueóloga do Museo Tierra Guaraní, de Itaipu.

Regras
A primeira etapa do concurso foi regida por sete regras principais, publicadas na postagem oficial da campanha no Facebook. O não cumprimento era eliminatório.

Os participantes tiveram que apresentar as sugestões exclusivamente por meio de comentários no post específico do concurso no Facebook. Os comentários tiveram que ser feitos dentro do prazo da campanha (das 9h29 de 27 de junho às 17h do dia 7 de julho, sempre no horário de Brasília).

O nome deveria ser em português ou em tupi-guarani. Um único perfil pôde sugerir mais de um nome e apresentar até três sugestões, no máximo. No caso de dois ou mais internautas terem sugerido o mesmo nome, valeu o comentário mais antigo.

As sugestões tiveram que ser feitas por meio do perfil pessoal do participante (não foram aceitas sugestões de páginas ou grupos) e em comentários em primeiro plano (e não em resposta a outros comentários).

Puderam participar do concurso apenas pessoas que residem no Brasil (todo o território nacional) ou na região de fronteira de Foz do Iguaçu (Argentina: Puerto Iguazu, Puerto Libertad, Puerto Esperanza e Wanda; e Paraguai: Ciudad del Este, Presidente Franco, Minga Guazú e Hernandárias).
________________________
Itaipu


Você, tem fome de quê?

0 comments

  –  FAO realiza concurso para jornalistas que abordam combate à fome  –

Menina em Guaribas, no sul do Piauí, cidade escolhida para lançar o programa Fome Zero em 2003 no Brasil. Foto: Agência Brasil

Até 31 de julho, jornalistas, cinegrafistas e fotógrafos podem inscrever reportagens num concurso da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) sobre o direito a alimentação. Vencedores ganharão uma viagem — com passagens e estadia pagas — para Montevidéu, onde apresentarão seus trabalhos para mais de mil legisladores das Frentes Parlamentares contra a Fome na América Latina e no Caribe

O concurso conta com três categorias — imprensa escrita, audiovisual e fotojornalismo. Repórteres podem inscrever matérias que tenham sido publicadas ou transmitidas nos meios de comunicação — impresso, internet, televisão ou rádio — entre 1º de janeiro de 2016 e 14 de julho de 2017. Trabalhos deverão abordar o direito humano a alimentação, explorando um ou mais dos temas abaixo:

Redução das perdas e desperdícios de alimentos;
Mecanismos de resiliência para lidar com as mudanças climáticas;
Sistemas alimentares sustentáveis;
Agricultura familiar e/ou pesca e aquicultura artesanal.

O concurso é organizado em parceria com as Frentes Parlamentares, que esperam promover o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), com ênfase no ODS de nº 2 — erradicação da fome. Com apoio da FAO, a competição visa estimular reflexões e debates junto à opinião pública, além de reconhecer jornalistas que têm contribuído para informar sobre a importância do combate à má nutrição.

Para ter acesso às informações completas do concurso, datas, prêmios e requisitos, clique aqui.

O encontro dos legisladores onde serão apresentadas as reportagens acontecerá dos dias 25 a 27 de outubro no Uruguai.

_________________________
FAO


Urbanites

0 comments
  –  Banda paranaense concorre a vaga na final do EDP Live Bands Brasil’17. Público pode votar e ajudar a decidir quem continua na disputa para gravar álbum com a Sony Music Brasil e tocar no NOS Alive´17  –

 

A banda independente de Rock e Pop Rock Urbanites, do Paraná, garantiu a sua vaga na semifinal do EDP Live Bands Brasil’17. O grupo de Curitiba foi escolhido entre 1600 bandas inscritas. A semifinalista paranaense está entre as 43 bandas que seguem para a próxima fase do concurso.
Nessa nova etapa, mais uma vez, o público é quem tem a chance de ajudar a sua banda favorita a continuar na disputa. Após a votação do público e do júri, no dia 17 de abril, serão conhecidos as oito finalistas que se apresentarão ao vivo diante dos jurados na grande final, que acontece em 6 de maio, na capital paulista.
A banda vencedora terá a oportunidade de gravar um álbum com a Sony Music e tocar em um dos maiores festivais de música da Europa, o NOS Alive’17.
O EDP Live Band Brasil´17 é uma iniciativa da EDP Brasil, empresa que atua nas áreas de geração, distribuição, comercialização e soluções em energia, para apoiar os jovens talentos no Brasil, razão pela qual está realizando a segunda edição no País.
Em Portugal onde foi criado, o concurso está em sua quarta edição. A versão brasileira do concurso é fruto da parceria da EDP Brasil com a Everything is New, Sony Music e FNAC, e conta ainda com o apoio institucional da Fundação Luso-Brasileira.

Conheça o trabalho da banda paranaense classificada:


O público tem até sexta-feira, 14, para votar. Clique aqui para participar.
Para saber mais da banda Urbanites, clique aqui

________________________
(Assessoria)


Realismo fantástico

0 comments
  –  Aberta bolsa de jornalismo cultural Gabriel García Márquez. Inscrições vão até o dia 21 de março.  –

Fotografia meramente ilustrativa sobre Jornalismo Cultural (Acervo: fnpi)

Jornalistas interessados ​​em aprofundar seus conhecimentos sobre jornalismo cultural podem se candidatar a esta bolsa de reportagem na Colômbia.

A Fundación Nuevo Periodismo Iberoamericano (FNPI) e o Ministério de Cultura da Colômbia organizam uma oficina de 26 de abril a 3 de maio.

O programa inclui uma viagem ao universo caribenho do premiado Gabriel García Márquez através da exploração das cidades Cartagena de Indias, Barranquilla e Aracataca. O foco será a relação entre jornalismo e ficção, guiando-se pelo livro “Cem Anos de Solidão” escrito por Gabriel García Márquez.

A bolsa visa reforçar as competências dos participantes em jornalismo cultural e jornalismo de viagens. Os bolsistas estarão imersos na dinâmica cultural da região, contando histórias de diferentes perspectivas.

Quinze candidatos serão selecionados: cinco da Colômbia, cinco da América Latina e cinco de outras regiões do mundo. Os particpantes devem ter domínio do inglês.

A bolsa cobre taxa de matrícula, seguro médico, alojamento, passagem aérea em classe econômica, material de trabalho e algumas refeições.

Seleção – O edital pede uma autobiografia, de no máximo 800 palavras (em inglês, espanhol ou português), que enfatize a experiência jornalística no campo cultural e as motivações do candidato para participar. Também é necessária uma carta que certifique a vinculação laboral com o meio de comunicação onde trabalhe. No caso de não ser registrado, será necessária uma certificação de que publicou no veículo nos últimos seis meses. Por último, uma reportagem ou crônica, de preferência tratando sobre temas culturais, de autoria do candidato, que tenha sido publicada no curso do último ano.

Ainda como requisito básico, o edital exige bom domínio do idioma inglês.

Para mais informações sobre o curso, detalhes e efetiva inscrição (em espanhol e inglês), clique aqui.

Os interessados devem se apressar, pois o prazo de inscrição inicial termina no dia 21 de março.

________________
Fonte: fnpi

Diga, aí…

0 comments
  –  Agência da ONU e Correios abrem inscrições para concurso internacional de cartas  –

Até 17 de março, escolas brasileiras podem inscrever alunos no 46º Concurso Internacional de Redação de Cartas, uma iniciativa da União Postal Universal (UPU).

Podem participar estudantes de até 15 anos de idade, que deverão escrever um texto sobre o tema: “Imagine que você é um assessor do novo secretário-geral da ONU, António Guterres. Qual é o problema mundial que você o ajudaria a resolver em primeiro lugar e de que forma você o aconselharia para isso?”.

As redações dos estudantes deverão ser encaminhadas aos Correios, organismo responsável pela competição no Brasil. O concurso será desenvolvido em quatro fases: escolar, estadual, nacional e internacional; esta última é de responsabilidade da UPU. Autores e escolas serão premiados.

Os Correios convidam centros de ensino a realizarem versões locais do concurso, entre o próprio corpo discente, a fim de escolher até duas cartas para uma seleção estadual — que premiará as três melhores redações inscritas em cada estado. Apenas a primeira colocada, porém, será encaminhada à etapa nacional, que escolherá a melhor carta do país para representar o Brasil na fase internacional.

Os participantes podem basear suas composições nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), um conjunto de metas adotadas pelos Estados-membros da ONU em 2015. Saiba mais sobre os ODS, clicando aqui.

Localizada em Berna, na Suíça, a UPU busca melhorar a alfabetização através da arte da escrita epistolar. O organismo vinculado às Nações Unidas Incentiva a expressão da criatividade e o aperfeiçoamento dos conhecimentos linguísticos de crianças e adolescentes.

Saiba mais sobre o regulamento do concurso, clicando aqui.

___
Fonte: Onu Brasil